HOME

Compartilhe este artigo

Facebook
Twitter
LinkedIn

GE Healthcare melhora resultados com o Machine Learning

 

Uma empresa na vanguarda da mudança é a GE Healthcare. Nos últimos anos, a empresa adotou o Machine Learning como um direcionador de melhores resultados para os pacientes, com aplicativos que variam de plataformas de mineração de dados que usam registros de pacientes para analisar a qualidade dos cuidados a algoritmos que predizem possíveis complicações pós-alta.

Como parte de seu investimento em Machine Learning, a empresa de tecnologia de assistência médica se associou a médicos da Universidade da Califórnia, em São Francisco, para criar uma biblioteca de algoritmos de aprendizado profundo centrados na melhoria das tecnologias tradicionais de imagens de raios X, como ultrassonografias e tomografias computadorizadas.

Inteligência é Qualidade

Ao incorporar uma variedade de conjuntos de dados – dados relatados ao paciente, dados do sensor e várias outras fontes – no processo de varredura, os algoritmos serão capazes de reconhecer a diferença entre os resultados normais e anormais. De acordo com uma pesquisa recente, 82% dos tomadores de decisão da área de saúde dizem que o uso de dados já está resultando em melhor atendimento aos pacientes, enquanto 63% relatam taxas mais baixas de readmissão.

“Quanto mais inteligência pudermos colocar em dispositivos e aplicativos médicos, mais poderemos aumentar a qualidade”, diz Keith Bigelow, gerente geral de análises da GE Healthcare. “Isso melhorará o acesso e a eficiência e reduzirá os custos ao mesmo tempo.”

A meta da inovação é permitir que os médicos tratem os pacientes mais rapidamente, não apenas cortando os custos, mas também melhorando os resultados. Por trás disso, no entanto, está a parceria da GE Healthcare com a Amazon Web Services (AWS), que fornece a capacidade de implantar soluções de Machine Learning em escala pela plataforma Amazon SageMaker.

“Queremos usar a plataforma da AWS para escalar o maior número possível de algoritmos”, diz Bigelow. “Há um certo ditado que eu adoro: “A gravidade não é apenas uma boa ideia, é a lei.” E assim, quanto mais pudermos aproveitar a Amazon, por meio da gravidade, para que possamos nos concentrar em um possível uso de Machine Learning para salvar vidas, melhor.”

Este artigo foi retirado do Blog AWS

Conheça as soluções para a área da saúde que a dataRain fornece!

dataRain – Cloud Computing Amazon Web Services

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados

Quer Conhecer mais?
Nuvem AWS é com dataRain.
ENTRE EM CONTATO